Politica de cookies

sábado, 31 de maio de 2014

Abissínio

 
 
Quem será capaz de resistir aos encantos desta criatura selvagem? Os antigos

egipcios certamente que não, pois, segundo a crensça popular, adoravam os

antepassados do Abissínio como encarnações da deusa Bast.

História


Tal como a sua aura ancestral, as origens do Abissínio foram sendo apagadas, com o

tempo. A raça é sem dúvida natural, possivelmente antiga e descendente na época

actual de um gato chamado Zula, que seria proveniente da Abissínia (actual Etiópia) e

terá sido importado para a Grã-Bretanha em 1868. No entanto, atendendo a que Zula

(do qual nos ficou uma fotografia) não se parece nada com os modernos Abissínios,

há quem acredite que esta raça foi produto do acasalamento fortuito entre Tabbies

vulgares ou da tentativa dos primeiros criadores em produzirem um gato de “traços

egípcios”. Outros apontam ainda o facto de os Romanos terem levado gatos do Egipto

para a Grã-Bretanha, introduzindo assim o gene de “aspecto egípcio” na produção

nativa felina.

Temperamento


A expressão alerta do Abissínio reflecte-se na sua personalidade encantadora. É um

gato carinhoso, inteligente e considerado obediente por algumas pessoas.

Olhos


Grandes e amendoados, com bordos pretos ou castanho-escuro e uma zona exterior

de pêlo claro. São de cor âmbar, avelã ou verde.

Orelhas


Grandes, bem espaçadas e pontiagudas, com tufos.

Corpo


De tamanho médio, ágil e gracioso, mas com um aspecto musculoso.

Cauda


Muito comprida, afiliada e espessa na base; tem as extremidades do pêlo em tom de

preto.

Pernas


Compridas, esguias e de ossatura fina, dando a impressão de andar nas pontas dos

pés.
 
Cabeça


Redonda e levemente cuneiforme. O nariz é de tamanho médio, com a ponta côr-detijolo.

Pelagem


Macia e luzidia, mas igualmente densa e resistente ao toque. O pêlo é curto, mas

suficientemente longo para conter duas ou três bandas pretas ou castanho-escuras

sobre um fundo de cor castanho-avermelhado.

Patas


Pequenas e de forma oval, com almofadas pretas.
 





 

segunda-feira, 26 de maio de 2014

 
 
Dormem gatos ao relento

E outros em velhos barcos

Enquanto outros se miram

Na turva água dos charcos.

Ficam em bandos nas praças

Das cidades grandiosas

Criando só de memória

Belos versos, novas prosas.

Tenho um gatinho a dormir

Na cama, mesmo ao meu lado,

Ganha asas quando sonha,

Voa se está acordado.


sexta-feira, 23 de maio de 2014

Insuficiência renal aguda

 
 
Sintomas


Diminuição ou ausência do fluxo de urina, sede acentuada, rejeição dos alimentos,

apatia, perturbações gastrointestinais, vómitos.

Os sintomas são muito variados.

Causas


- Estado de choque, após um acidente, por exemplo, com grande perda de sangue.

- Obstrução do aparelho urinário.

- Acumulação de urina em consequência de lesões na uretra ou ruptura da bexiga.

- Nefrite.

- Intoxicações por metais pesados ou medicamentos.

Tratamento


Já para o veterinário! Trata-se de uma situação de emergência, na qual o gato será

imediatamente tratado com soro e diuréticos, de modo a estimular a função renal.

Após as primeiras medidas de socorro, é necessário determinar a causa exacta do

problema.

Consequências


Uma insuficiência renal aguda pode conduzir á morte do doente.

Convalescença


Tratamento da doença primária – Se se tratar de uma infecção, por exemplo, serão

administrados antibióticos durante algumas semanas. Em muitos casos é conveniente

recorrer a uma dieta própria para função renal.


terça-feira, 20 de maio de 2014

Olha o que eu te trouxe

 
 
Um dos riscos de se ser dono de um animal doméstico é receber presentes do seu

gato sob a forma de animais meios-mortos ou meio-mastigados, que ele deposita á

porta. O gato reparou que o “pai” não é lá muito bom nas sortidas para apanhar as
 
próprias presas. Por isso, o gato fornece o animal morto como um serviço. Quando o

gato está a ensinar os gatinhos a caçar traz ofertas similares para as crias. Por esta

razão, a gata esterilizada ou a fêmea sem crias traz mais animais do que um gato

capado, pois está a desempenhar um papel instintivo.


sábado, 17 de maio de 2014

 
 
Os do coliseu de Roma

Têm um porte imperial

Foram escravos, gladiadores

Desse tempo triunfal.

Houve gatos navegantes

Nos porões das caravelas

que ao darem caça aos ratos

Debelarem mil mazelas.

Há os gatos da velhice

Dormindo nos parapeitos

Com os donos a seu lado

Revendo sonhos desfeitos.


quinta-feira, 15 de maio de 2014

Micoses

 
 
Sintomas


Alterações locais da pele, de forma arredondada; nessas zonas, os pelos tornam-se

quebradiços e caem; a pele apresenta-se avermelhada e escamosa; em caso de

afeção da raiz das garras, esta apresenta-se vermelha, inflamada e inchada.

Causas


Fungos. Visto que os esporos permanecem infeciosos durante vários anos, a

transmissão das micoses é possível mesmo sem o contacto com o animal que esteja

afetado, fazendo-se através de utensílios, objetos vários e portadores.

Tratamento


O veterinário terá de determinar a espécie de fungo em presença. Certos fungos

podem ser identificados através da exposição a raios ultra-violeta, outros após exame

microscópico do pêlo. O diagnóstico mais preciso é resultante de uma cultura feita

com amostras de pêlo e pele; contudo, este exame exige pelo menos uma semana
 
para ser conclusivo. Como medida imediata, o veterinário aplicará uma pomada ou

solução que combate o crescimento dos fungos.

Riscos para o homem


Os fungos são transmissíveis ao homem. Se o seu gato estiver afectado, preste

particular atenção às medidas de higiene e lave as mãos após qualquer contacto com

o animal.

Convalescença


Tratamento da região afectada com uma pomada, uma solução e comprimidos

segundo as instruções do veterinário. O ambiente terá de ser desinfectado com

fungicidas: consulte o seu veterinário.

Prevenção


Zele por uma boa manutenção do seu gato; ao cuidar do pelo do animal, mantenha-se

atento a qualquer alteração.


sábado, 10 de maio de 2014

Tonquinês

 
 
Americano de origem, o tonquinês nasceu do cruzamento entre siameses e

bimaneses. Diz-se que combina as melhores qualidades de ambos.
 
História


Os primeiros Tonquineses, ou “Siameses Dourados” foram desenvolvidos na América

do Norte na década de 30, mas caíram no esquecimento. Só nos finais dos anos 60 é

que fizeram a sua aparição pública como “Tonquineses”, tendo começando a ganhar

atenção e simpatia desde então.

Temperamento


O Tonquinês é muito carinhoso e uma das raças de pêlo curto mais amigas do

homem.

Olhos


De tamanho, médio, amendoados e bem espaçados. Devem ser num tom azulesverdeado.

Orelhas


De tamanho médio, largas na base e com pontas ovais

Corpo


De tamanho médio, ágil e musculoso; pescoço médio-longo; de estatura intermédia

entre um Siamês esguio e um Biamês mais compacto.

Cauda


Comprida, afilada em proporção ao corpo.

Pernas


Compridas, esguias e elegantes; os membros posteriores são ligeiramente mais

longos do que os anteriores.

Cabeça


Em forma de cunha modificada, com focinho quadrado e nariz comprido; a cor do nariz

deve condizer com a da pelagem.
 
Pelagem


Média-curta, macia e rasa como a da marta, com um brilho natural. Deve ser de cor

sólida, com matizes um pouco mais claros na zona inferior do corpo e pontas bem

definidas, embora menos evidentes do que os Siameses.

Patas


Graciosas e mais ovais do que redondas. A cor das almofadas deve ser condizente

com a da pelagem.


quarta-feira, 7 de maio de 2014

Leite, continua a correr, quero mais

 
 
As crias são muito indefesas quando acabadas de nascer. Pesam cerca de 90gr e são

cegas e surdas. Tudo o que têm para as ajudar é o cheiro, que as liga solidamente á

mãe e à teta correta. Após 3 ou 4 dias desenvolvem a técnica de “pisar” ou amassar

a barriga da mãe, que usam para estimular o fluxo do leite. Mais tarde, os gatos

recriam esta ação quando se sentem seguros e relaxados no colo de um humano ou,

às vezes, quando estão a ser afagados. Ao fim da primeira semana de vida, os olhos

começam a abrir-se, revelando olhos azuis límpidos. Qualquer que seja a raça, todos

os gatos têm olhos azuis ao princípio, mudando de cor cerca de 12 semanas depois.

 

 


domingo, 4 de maio de 2014

 
 
Tenho uma gata amarela

Que sabe sempre o que eu sonho

E desvenda os meus segredos

Nos lugares onde eu os ponho.

Gato preto, gato branco

Pouco importa a tua raça

Na elegância do gesto

É que mora a tua graça.

Há gatos vigilantes

Que nunca se deixam trair

Pelas artes e manhas

De quem os querem partir.


quinta-feira, 1 de maio de 2014

Europeu Comum

 
 
Mais elegante do que o britânico de pelo curto, a caracteristica mais impressionante do

Europeu é a musculatora e não a robustez. São conhecidos pela sua longividade e

resistencia a doenças. Assim como as demais raças de gatos surgidas nas ruas,

apresenta a excelente visão nocturna e bom faro, o que lhe permite caçar roedores na

ausência de alimentos fornecidos pelos humanos.

História


Os primeiros exemplares descendiam de gatos levados para o norte da Europa há

aproximadamente dois mil anos por soldados romanos com o intuito de matar os ratos

nas despensas onde guardavam os alimentos. Ate 1982, os Europeus eram

classificados como Britânicos de pelo curto, a FIFE atribui á raça uma categoria

própria que começou como raça natural, sem ser submetida a normas de criação, com

uma gama completa de cores e tipos.

Temperamento


É muito adaptável, independente e inteligente. Não deve estar confinado ao interior da

casa. É manso, carinhoso e relativamente calmo, tornando-se um animal de

companhia ideal.

Olhos


Os olhos são grandes redondos e bem separados.

Orelhas


As orelhas são de tamanho médio bem separadas e com as pontas arredondadas.

Corpo


O corpo é de aparência forte, com um peito largo.

Cauda


Comprida, afilada, com base de espessura média.

Pernas


As pernas são maciças.

Cabeça


Curta e em forma de cunha, com um queixo forte e focinho proeminente. O nariz é

médio - longo, com a ponta azul na Grã-Bretanha e na Austrália, e cinza - ardósia nos

EUA. A espessura do pêlo torna a face mais larga em volta dos olhos.

 
Pelagem


O manto é resistente a qualquer condição climatérica. É curto, denso e de textura

áspera. Levanta-se ligeiramente pelo corpo. É fácil cuidar do pelo. Se escovar

regularmente o sub-pêlo mantêm-se em boas condições.

Patas


Patas firmes e redondas