Politica de cookies

domingo, 29 de setembro de 2013

Astrologia felina


 
O que a astrologia diz sobre o seu gato está certo? Ele é típico do seu signo ou não tem nada a ver com o que diz aqui?


PEIXES - 19 de Fevereiro a 20 de Março

O Gato deste signo é adaptável, sensível, amoroso, sociável, independente e afectuoso. Ele é capaz de compartilhar sem problemas os seus brinquedos, uma presa ou o colo do dono.
A sua natureza abnegada faz com que seja bastante obediente. Não se incomoda com mudanças e é bastante sossegado, prefere casas calmas e uma vida sossegada. Gosta de desfrutar de todos os prazeres da vida, especialmente se envolvem comida.

 

CARNEIRO - 21 de Março a 20 Abril
 
O gato deste signo é aventureiro, energético e algo agressivo por natureza. Uma educação mais rígida desde pequenos evitará que miem tanto, que arranhem ou mordam. Como têm tendência para ser hiperactivo, necessita de bastante exercício. Precisa de muito espaço e sítios para trepar.

 

A não ser que tenha uma boa razão, evite desafiar este gato, pois ele pode estar pronto a retaliar! É aventureiro e enérgico, um explorador por natureza. A sua confiança e impulsividade o coloca muitas vezes em situações de risco, principalmente se estiver distraído na caça ou perseguindo uma bola. Audacioso e corajoso, o gato deste signo adora travessuras.

 

TOURO - 21 de Abril a 20 de Maio
 
É um gato adorável, tranquilo, afectuosos e querido. Precisa mais do colo e da atenção do dono do que os outros e é capaz de qualquer coisa para conseguir. Apesar disso, de vez em quando gosta de ignorá-lo, só para manter o mistério.

 

Gosta de estar num lugar quentinho, tendo atracção especial por fogões e similares.

 

Tem também hábitos muito precisos. Uma vez que se sente ameaçado quando se muda a sua rotina, dê-lhe bastante atenção nessas ocasiões excepcionais. Outra característica é o facto de serem “bons garfos” e gostam mais de petiscos do que os gatos de outros signos. Por isso, meta-os a fazer exercício! Além de gostarem de comer são muito preguiçosos!

 

GÉMEOS - 21 de Maio a 20 de Junho
 
Governado por Mercúrio, este gato tem muito que se lhe diga… Faz tudo para chamar as atenções: seja a miar, com o olhar, carinhos e por aí em diante. Na verdade, consegue emitir tantos sons que até parece que canta ópera. Vivaz e esperto, ele costuma dar-se bem em qualquer lugar e com qualquer outro gato.

 

Muito comunicativo, envolve-se de corpo e alma na vida do dono. Em qualquer idade, é jovial, exuberante e um pouco diabólico. Versátil e adaptável, adora uma boa farra, é também curiosos por natureza e tem excelentes poderes de observação. Uma vez que gosta de movimento, facilmente se sente aborrecido se nada de novo quebrar a sua rotina. Dê-lhe regularmente entretenimentos diferentes.

 

CARANGUEJO - 21 de Junho a 22 de Julho
 
É um gato protector e afectuoso. regido pela Lua é um gato excepcional com as crianças e gosta do conforto da casa. O gato tem bastante medo de sair de casa e mesmo que deixe a porta aberta é raro fugir.

 

Gosta de paz e tranquilidade e não de ambientes agitados. Mudanças bruscas na dieta podem afectar o seu estômago sensível. È também conhecido por praticar empolgantes malabarismos ao despertar e assobiar. Emotivo e intuitivo, sabe perfeitamente o que o dono está a pensar. Pode ser muito sensível e terno, e tem uma percepção aguçada do que o rodeia.

 

LEÃO - 23 de Julho a 22 de Agosto
 
O gato leonino é poderoso, energético, brincalhão, afectuoso e fiel. É entusiasmado, cheio de energia e atende quando é chamado, para o escândalo dos outros gatos. Entra de cabeça em tudo o que faz. Dinâmico e activo, também muito convencido.

 

Fiel e leal a seu dono, na verdade nem sabe que não é humano. É uma óptima companhia para crianças. Necessita também de bastante atenção e, por isso, talvez tenha que o pôr na linha senão monopoliza tudo e todos. Contudo, nunca cometa o erro de ignorar o seu pequeno Leão, como Rei dos Animais tem todo o direito a ser notado, prezado ou, mesmo, adorado.

 

VIRGEM - 22 de Agosto a 21 de Setembro

O gato deste signo é modesto e recatado. Mesmo sabendo que é atraente e bonito, recusa-se a exibir-se, mesmo porque não gosta de cuidados de beleza. Seguro e persistente, é capaz de ficar horas entretidas a observar as paredes. Só perde a cabeça e a pose por bocadinhos de petiscos, é muito esquisitos com aquilo que come. Se lhe dá algo que ele não gosta, acredite que vai ouvir protestos muito ruidosos e, quiçá, alguns arranhões…

 

É comum ter problemas digestivos, por isso tenha cuidado com a ração que lhe prepara. Vale a pena gastar um pouco de mais dinheiro na sua alimentação. Se os tratar bem pode ter a certeza que vai receber gratidão, atenção, admiração e obediência. Tal como os Gémeos, os Virgem são fáceis de domar e, tal com os Touro devem ser obrigados a fazer exercício, senão transformam-se em verdadeiras bolas de pelo!

 

BALANÇA - 23 de Setembro a 22 de Outubro
 
De temperamento fácil e sociável, este gato é óptimo para qualquer situação, tirando aquelas que envolvem crianças. Ama seu dono apaixonadamente, mas também é capaz de pular para o colo de qualquer pessoa sem a menor cerimónia. É o gato ideal para uma casa alegre e com muita gente, é sociável.

 

Evite deixá-lo sozinho por muito tempo, pois tende a ficar deprimidos, a comer mal ou, mesmo, a contrair doenças. Se não fica ninguém em casa o dia todo, não é má ideia arranjar outro amigo de quatro patas. Sempre que o dono volta a casa é recebido com apreço, carinho e muitas festas.

 

ESCORPIÃO - 23 de Outubro a 21 de Novembro

É um gato é determinado que sabe focalizar os seus objectivos. Sejam eles um rato ou um raio de sol no quintal. Resoluto e inflexível, é também um ser apaixonado, que desfruta da vida com tudo o que ela lhe oferece.

 

A sua concentração só é quebrada pelo barulho de uma lata a abrir. Tem talentos e instintos escondidos, algo a que chamaríamos “sexto sentido”. Sensível às emoções e pensamentos dos donos, é extremamente simpático, leal e muito protector. Gosta de rotinas.

 

SAGITÁRIO - 22 de Novembro a 21 de Dezembro

Despreocupado, energético, activo e amante da sua liberdade, para este gato espaços abertos e portas são um convite a explorar. Está sempre mais contente do lado de fora, de preferência com companhia para correr e brincar. A sua energia ilimitada pode fazer dele um agitador e a curiosidade, um fujão.

 

Explorador e caçador por natureza é o gato que não deixa escapar ratos, pássaros e outras presas. Sempre que fizer umas férias ou um passeio de fim-de-semana, lembre-se que este gato é uma excelente companhia de viagem. Resistente, dificilmente fica doente. É típico de quem aprende na vida a caminhar pelas próprias pernas.

 

CAPRICÓRNIO - 22 de Dezembro a 19 de Janeiro

O gato deste signo é paciente, cuidadoso e deliberado. Apesar de parecer não prestar atenção a nada, sabe esperar pelas oportunidades. Também aprecia a rotina, e tem as suas partes favoritas da casa, assim como prefere certos brinquedos e pessoas.

 

Muito disciplinado, costuma ser obediente extremamente inteligente e nunca comete o mesmo erro duas vezes. Se por um lado gosta de solidão, por outro é generoso e afectuoso, manifestando estes sentimentos com algum retraimento e timidez. O seu pequeno Capricórnio pode esquivar-se ao exercício. Submeta-o a dietas de vez em quando.

 

AQUÁRIO - 20 de Janeiro a 18 de Fevereiro

Amigável e leal, o gato aquariano adora estar perto de seu dono. Amante de carinhos e mimos, qualquer lugar é bom se ele tiver companhia. Bastante criativo e amistoso, adora inventar novas brincadeiras e é um verdadeiro amigo de todas as horas. Este gato é excêntrico por natureza.

 

É do tipo que liga a todos na rua, vai para o colo de todos, gosta de tudo e de todos. Mostre-lhe qualquer tipo de comida e ele dirá OK. O segredo para manter um aquariano por perto é não o sufocar com restrições. È único e diferente de todos os outros. Mesmo que alguns possam ser algo irritadiços ou rebeldes, dificilmente têm problemas comportamentais – a não ser que tenham sofrido traumas de abandono ou outro tipo de violência. Contudo, não será o ideal para um dono sem sentido de humor ou que não goste de surpresas.

terça-feira, 24 de setembro de 2013

O seu gato é castrado e marca território?


 
Um gato castrado não costuma marcar território mas pode acontecer.

Se ele não o fazia e começou a fazer pode dever-se a alguma alteração na casa.

Não é normal ele fazer isso o tempo todo sem motivo...mesmo sendo o gato Alfa (o dominante). Ele deve estar se sentindo ameaçado por outro animal ou até pela presença de um bebé ou adulto que disputa a atenção com ele, ou está sentindo algum cheiro estranho pela casa. Também pode acontecer de ele estar "protestando" porque a caixinha de areia dele não é limpa com tanta frequência como ele gostaria, ou, na pior das hipóteses, pode estar sofrendo de um descontrole urinário por causa de alguma doença.

 

Algumas dicas, então:

 - Verifique se há alguma pessoa ou animal que pode estar causando ciúme ou ameaçando o bichano; Dê-lhe mais mimo e atenção para não se sentir rejeitado.

 - Troque o produto de limpeza que você usa;

 - Limpe muito bem onde ele urinar, com um produto à base de cloro (lixivia) ou vinagre. Não use produtos de limpeza com amoníaco pois isso ia fazer com que o gato ainda gostasse mais desse local para fazer o xixi!

 - Limpe com frequência a caixa de areia dele; use sempre uma areia para gatos (pode juntar um pouco de pó de talco à areia para a areia ficar sem mau cheiro mais tempo);

- Se ele urina sempre nos mesmos sítios pegue um papel toalha para limpar o xixi. Em seguida pegue umas duas colheres de sopa de SABÃO EM PÓ bem perfumado - por exemplo OMO - e coloque no lugar que o gato sujou. Coloque então um pouquinho de nada de água no sabão, menos de meio copo. Vai ficar muito sabão para pouca água, mas é assim mesmo que dá certo. Pegue uma escovinha e esfregue fazendo espuma grossa. PRONTO! Não lave. Não retire o sabão. Deixe ficar seco durante alguns dias. O gato nunca mais vai fazer xixi naquele lugar e provavelmente vai procurar a caixa para fazer as necessidades.

- Tenha atenção se ele tem algum outro comportamento estranho, ex.: miar enquanto urina, ficar muito agitado olhando para fora (pode haver alguma gatinha no cio por perto, mesmo castrados eles podem se entusiasmar);

 - Se ele deixar de comer, miar estranho quando alguém pega nele ou quando ele urina, ou se esse comportamento persistir mesmo com as dicas acima, leve no veterinário que pode ser algo mais sério.

 

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

"Donas de gatos apaixonadas"


A minha Julieta foi uma das vencedoras do concurso "Donas de gatos apaixonadas" da Sheba.
Recebeu um 1 Kit Pequeno Almoço Sheba da SPAL, com 1 embalagem grátis de Sheba incluída.
Obrigada Sheba :-)



Participação:
"Lady Julieta, uma verdadeira princesa. Linda, personalidade forte e com uma marca original; o seu pêlo forma uma imagem de coração! Sem dúvida, a diva que a Sheba estava à espera."

sábado, 21 de setembro de 2013

7 gatos

 


Esta mensagem é a 77ª publicada em 77 dias e comecei este blog no dia 7/7!

Sim, são muitos 7! Foi coincidência mas não podia deixar passar este dia sem fazer uma pequena homenagem ao nº 7.

Eu tenho 7 gatos:















Lady Julieta


Carlota Joaquina


Alice Roosevelt


Fudge Kit


Garfield Carlyle


Napoleão Augusto


Casper Van Dien


VEJAMOS ALGUMAS CURIOSIDADES RELACIONADOS AO NÚMERO SETE:

 

 
7 são as virtudes: Fé, Esperança, Caridade, Prudência, Justiça, Fortaleza e Temperança.

 

7 são os pecados capitais: Soberba, Ira, Inveja, Luxúria, Gula, Avareza e Preguiça.

 

7 são os sacramentos da Igreja Católica: Batismo, Confirmação, Eucaristia, Penitência, Ordem, Matrimônio e Extrema Unção.

 

7 são as Obras de Misericórdia:Dar de comer a quem tem fome, Dar de beber a quem tem sede, Vestir os nus, Dar Pousada aos Peregrinos, Visitar os enfermos e encarcerados, Remir os cativos e Enterrar os mortos

 

7 são os braços do candelabro Judeu, indicando os 7 dias da criação.

 

7 são as notas musicais com 7 escalas , 7 pausas e 7 valores.

 


 

7 foram as pragas do Egipto.

 

São 7 os Arcanjos:Miguel, Jofiel, Samuel, Gabriel, Rafael, Uriel e Ezequiel,

 

7 são as Arcanjelinas: Fé, Constância, Caridade, Esperança, Mãe Maria, Dona Graça e Santa Ametista.

 


O Pai Nosso e a Ave Maria são orações compostas cada uma delas, de 7 orações (frases).

 

 7 são as Leis Universais: Natureza, Harmonia, Correspondência, Evolução, Polaridade, Manifestação e Amor.

 

 7 são os dons do Espírito Santo: Sabedoria, Entendimento, Conselho, Fortaleza, Ciência, Piedade, Temor a Deus.

 


 São 7 as glândulas endócrinas: Hipófise, Tiróide, Paratireoides, Supra-renais, Sexuais, Timo e Pâncreas.

 

 São 7 os nossos chacras :Básico, Esplênico, Umbilical, Cardíaco, Laríngeo, Frontal e Coronário.
 

 7 são os grandes mensageiros:Krisna, Buda, Lao-Tse, Confúcio, Zoroastro, Moisés e Jesus.
 
 

No sonho do Faraó Egípcio (Bíblia) tinha 7 vacas gordas, 7 vacas magras, 7 espigas cheias, 7 espigas definhadas . José decifrou o sonho como = 7 anos de fartura e 7 anos de seca.

 

7 são as personalidades de Deus ( segundo Zoroastro ) :Luz Eterna, Onisciência, Retidão, Poder, Piedade, Benevolência e Vida Eterna.
 

 7 meios tem o homem para se tornar puro ( segundo o Budismo) :Domínio de si mesmo, Investigar a verdade, Energia, Alegria, Serenidade, Concentração e Magnanimidade.
 
 

 7 são as virtudes: Humildade, Liberdade, Castidade, Paciência, Abstinência, Caridade e Diligência.
 

 7 são as igrejas iniciais do Cristianismo: Éfeso, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Esmirna, Filadélfia e Laodicéia.
 

 7 são as Obras de Misericórdia Espiritual: Dar um Bom Conselho, Instruir os Menos Esclarecidos, Corrigir os que Erram, Consolar os Aflitos, Perdoar as Injúrias, Suportar Pacientemente as Fraquezas do Próximo e Rezar pelos vivos e Falecidos.

 


A Lua tem 4 fases de 7 dias cada.

 

 No Apocalipse de São João encontramos: 7 Estrelas, 7 Igrejas, 7 Cornos, 7 Selos, 7 Candelabros, 7 Anjos, 7 Trombetas, 7 Coroas, 7 Trovões e 7 Taças.

 
70 x 7 é a conta do perdão.

 
 


O símbolo gráfico sagrado e perfeito (segundo Pitágoras) de qualquer manifestação do Divino  na Terra como no Cosmos

Temos:

os 7 dias da Criação do Mundo,

os 7 Raios da Luz Sem Fim,

o “7º Céu”,

os 7 Arcanjos do Trono de Deus,

os 7 degraus da Escada de Jacob referidos na Bíblia que representam

os 7 Planetas Sagrados com Aura astro-etérea de ascenção astrológica por onde temos de passar até chegar á Perfeição... 

Na Terra temos:

as 7 cores do Arco-Iris,

os 7 dias da semana,

as 7 notas musicais,

as 7 artes,

os 7 ‘chakras’ do corpo humano,

os 7 grupos de vértebras,

os 7 orifícios no crânio,

as 7 virtudes humanas,

os 7 pecados capitais,

as 7 vidas dos gatos,

os 7 anos de idade para cada fase da mudança de personalidade, etc.. 
 
 

 

 

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Gato biónico



O gato Oscar, do Reino Unido, mostrou que tem mesmo sete vidas ao continuar neste mundo após ter sido atropelado por nada menos do que uma colheitadeira (máquina usada para fazer a colheita em plantações) no ano passado. Mas ele não saiu do acidente completamente ileso, tendo perdido as duas patas traseiras.
A perda acabou se mostrando apenas temporária. Conforme conta o blog The Frisky, Oscar ganhou nova oportunidade para andar por telhados – e plantações – após uma cirurgia para a implantação de pernas artificiais por um neurocirurgião britânico.
As próteses metálicas foram desenhadas por engenheiros especializados em biomedicina. Elas foram fixadas ao osso das patas por meio de um pino, revestido com uma substância que ajuda as células do osso a crescer diretamente sobre o implante. A pele do gato, explica o doutor Noel Fitzpatrick, que o operou, cresceu ao longo do final do pino, formando um tipo de vedação natural para prevenir infeções.
O design das peças proporcionou um andar muito próximo do natural, permitindo que Oscar se movimente como qualquer outro bicho da sua espécie. Mas foram precisos vários meses de reabilitação até que ele conseguisse se mover com agilidade.

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Funeral de gato


Gato Cristiano foi velado na casa da dona em São João do Manteninha. Enterro em cemitério da cidade não foi permitido pela polícia.

Um velório inusitado chamou a atenção dos moradores de São João do Manteninha, no Leste de Minas Gerais. Uma moradora da cidade resolveu velar o gato da filha. No velório do gato Cristiano, realizado na noite de 26-05-2013, uma fila foi formada. A mãe da dona do gato ofereceu até um lanche para as 200 pessoas que foram dar adeus ao bichano.
O gato tinha 13 anos e sua morte causou muita tristeza à dona. “Ela encontrou uma forma de prestar seus sentimentos ao gatinho tão amado por ela, comprou então um caixão, e fez o velório do seu estimado animal. Foi o comentário da cidade”, conta a internauta.
Uma funerária preparou o corpo do felino que foi coberto por flores brancas em seu pequeno caixão. O corpo do gato só não foi enterrado no cemitério na cidade, porque não teve autorização da Polícia Militar.

quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Tatuagem identifica gato desaparecido há 16 anos



Há muito tempo que a dona de Poldi tinha perdido as esperanças de reaver o seu animal de estimação. Mas agora, 16 anos depois de o ter perdido, o gato malhado foi encontrado a cerca de 30 quilómetros do local de onde desapareceu, em Munique, na Alemanha. O animal foi identificado graças a uma tatuagem que tinha na parte de trás da orelha.
O gato, agora com 17 anos, foi encontrado sentado num tronco de um bosque por um rapaz de 19 anos, Kilian Schoettel, de acordo com o diário local Muenchener Abendzeitung.
"O meu filho reparou imediatamente que o animal já era bastante velho. Teve pena dele porque já não tinha nenhum dos dentes da frente" explicou o pai de Kilian, Bernhard Schoettel, ao jornal.
A família alimentou o animal durante alguns dias, até que descobriu que o gato tinha um número tatuado na orelha. Decidiram então levá-lo para o abrigo de animais de Munique.
Os funcionários do abrigo conseguiram identificar Poldi, que estava reportado como desaparecido desde 1996. A tatuagem permitiu que descobrissem também o nome e o endereço da dona do animal.
Eveline Kosenbach, uma das funcionárias do abrigo, disse que esta ficou estupefacta com as notícias. "A senhora simplesmente já não tinha nenhuma esperança de que Poldi regressasse", acrescentou.

Poldi é ainda um caso de longevidade já que a maior parte dos gatos tem uma esperança média de vida de 15 anos. Contudo, há registo de casos raros de felinos que viveram até aos 30 anos. Se for este o caso de Poldi, a sua dona ainda poderá gozar do seu convívio durante algum tempo.

terça-feira, 17 de setembro de 2013

O paladar dos gatos


Os gatos têm olfato e paladar muito aguçados. Uma curiosidade sobre o paladar dos gatos é que, de acordo com a edição norte-americana da National Geographic, eles não são capazes de saborear o doce, por falta de recetores desse tipo. Alguns cientistas acreditam que isso se deve à dieta dos gatos incluir quase que exclusivamente alimentos ricos em proteínas, embora seja incerto se essa é a causa ou o resultado dessa falta de células adaptadas.
Entretanto, através da observação de gatos domésticos, percebe-se que, uma vez que sejam oferecidos doces, eles parecem gostar, embora não seja saudável deixá-los comer tais guloseimas, pois podem causar excessiva fermentação dentro do aparelho digestivo, gerando gases e cólicas desconfortáveis no animal. Ainda que não reconheçam o gosto doce, esses animais apresentam grande sensibilidade aos sabores ácidos, salgados e amargos, o que os torna animais muito exigentes quanto ao paladar dos alimentos que lhes são oferecidos, podendo recusar a refeição fornecida, caso notem algo de errado em seu sabor.

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

O gato com duas caras mais velho do mundo



Frank e Louie é um gato cinzento com duas bocas, dois narizes e três olhos, e apesar do veterinário - no dia em que nasceu - não lhe ter dado mais que meia dúzia de dias, o gato acabou por completar a dúzia... de anos. Agora é o felino com síndrome de Janus mais velho do mundo, pois poucos deles sobrevivem até à idade adulta.

 

Um gato do Massachusetts, nos Estados Unidos, acaba de entrar para o livro do Guinness por ser o gato mais velho do mundo a sofrer de uma raríssima anomalia genética que causa uma duplicação facial. O síndrome é também conhecido como diprosopia.
Sara Wilcox, porta-voz do "Guinness World Records" - Livro dos Recordes -, afirmou que é o "gato Janus que mais sobreviveu", referindo-se à designação que o zoólogo britânico Karl Shuker atribuiu à doença, inspirada no deus romano das transições.
Frank e Louie nasceu no dia 8 de Setembro de 1999. A expectativa de vida de um gato com duas caras não ultrapassa os seis dias. A anomalia acontece nos mamíferos e raramente sobrevivem. Os seres humanos também podem ser afetados.

domingo, 15 de setembro de 2013

Identificação obrigatória para cães e gatos

 
A partir de 1 de Julho a lei obriga a que todos os cães e gatos nascidos depois dessa data tenham implantado um microchip com a identificação dos donos. A norma visa apurar responsabilidades dos proprietários caso haja danos para terceiros e previne o abandono de animais.
 
O registo de animais nas juntas de freguesia, imposto pelo Decreto-lei n.º 313/2003, terá também uma consequência financeira que actualmente poucos cumprem. O dono de animais de estimação ficará obrigado a pagar todos os anos a licença de posse de cães ou gatos. Isto porque os seus dados pessoais passam a constar do Sistema de Identificação de Caninos e Felinos e, por isso, torna--se mais fácil para as freguesias cobrar a licença.
O microchip só será, contudo, obrigatório para animais nascidos depois de Julho. Uma solução errada na opinião de Maria do Céu Sampaio, presidente da Liga Portuguesa dos Direitos do Animal, que defende a obrigatoriedade para todos.
A introdução do microchip, sob a pele do animal, só pode ser feita por um médico veterinário – cirurgia realizada numa clínica particular, da autarquia ou de associações. O preço pode atingir 30 euros e o microchip pode ser colocado em qualquer idade, segundo disse ao CM a veterinária Célia Palma.
O microchip contém um código de identificação de leitura óptica e é obtido através do Sistema de Identificação e Recuperação (SIRA), gerido pelo Sindicato Nacional dos Médicos Veterinários. Desde 1992 foram colocados em 255 630 animais, muitos dos quais morreram entretanto.
Colocado o microchip no animal, o veterinário preenche uma ficha de registo em triplicado e coloca a etiqueta com o número de identificação do animal no respectivo boletim sanitário, bem como no original, duplicado e triplicado de ficha de registo. O triplicado do registo fica com o veterinário que o envia para a base de dados do SIRA. O duplicado deve ser entregue pelo dono do animal na sua junta de freguesia de residência no prazo de 30 dias, para o número do microchip ser enviado para a base de dados da Direcção-Geral de Veterinária. É igualmente nesta altura que é feito o registo do animal para a atribuição de licença. Esta terá de ser renovada todos os anos, visto que o incumprimento implica pagamento de multa.
 
DOCUMENTOS
BOLETIM SANITÁRIO
Obrigatório para cães e gatos, dele constam as vacinas e é validado por carimbo ou selo da junta de freguesia.
FICHA DO MICROCHIP
Folha com dados do animal e identificação do seu proprietário bem como o número do microchip colocado no pescoço.
REGISTO E LICENÇA
Efectuados na junta de freguesia. O registo custa cerca de dois euros, a licença é anual e ronda 15 euros. Multas variam entre 50 euros e 45 mil euros.

sábado, 14 de setembro de 2013

Gato Stubbs continua internado em perigo de vida


O gato Stubbs, "prefeito honorário" da cidade americana de Talkeetna, no Alasca, continua internado num hospital veterinário na cidade próxima de Wasilla.

Stubbs recebeu uma série de ferimentos graves, incluindo fraturas do esterno e perfuração do pulmão após ataque de um cão.



Stubbs foi internado há alguns dias. Os médicos já retiraram os drenos do tórax e agora o gato está respirando por si. No entanto, o seu estado de saúde permanece grave. Por enquanto, os veterinários não determinaram a data em que o prefeito terá alta hospitalar.
Para mais dados sobre esta noticia veja as mensagens do dia 12 de Agosto de 2013 e do dia 10 de Setembro de 2013.

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Trela e coleira



Os gatos só se acostumam à trela quando são pequenos; a maioria dos animais adultos reagirá com rebeldia e evitará com todas as suas forças que lhes ponham a coleira. Os gatos de raças extremamente pacientes, como os persas e os Maine coon e, surpreendentemente, alguns siameses, costumam ser a exceção. Mais adequado que a coleira é o arnês, do qual o gato não pode tentar fugir. Mesmo se um gato aceita a trela, nunca será tão obediente como um cão. Para o passeio é necessário contar com muito tempo e muita paciência e também não se irá mais longe que dar uma volta ao quarteirão :-)
Veja como ensinar o seu gato a passear de trela na mensagem do dia 10 de Julho de 2013 - "Ensine o seu gato a passear com trela"

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Tatuagens



Até à introdução dos microchips, a tatuagem era o método habitual para se reconhecer um gato. No entanto, as tatuagens têm alguns inconvenientes: para poupar dor ao animal, deve ser-lhe administrado previamente um sedativo, o que não é necessário no caso do microchip. O número tatuado não é completamente seguro, perde cor e muitas vezes torna-se ilegível. Além disso, devido aos diferentes códigos, a devolução dos animais perdidos é problemática. Para as viagens ao estrangeiro, ainda se aceita a tatuagem até ao ano 2012. Depois apenas serão válidos os microchips, pelo que o melhor é marcar o seu gato com um.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Campo auditivo



Porque é que o gato reage mais intensamente aos tons altos do que aos tons baixos?

O campo auditivo do gato cobre frequências de 60000 a aproximadamente 70000Hz, os gatinhos jovens podem até sentir sons de 100000Hz. Em comparação, o homem ouve entre 16000-20000Hz e o cão 15000-40000Hz. Para ter êxito na caça, o gato tem de localizar a sua presa não só visualmente mas também acusticamente, com a máxima precisão possível. Os sons que ouve estão todos nas altas frequências: entre eles, estão o som que fazem as patas e o ruido dos passos dos ratos e as guinchadelas e sussurros com os quais os pequenos roedores mantêm o contato entre si.
O gato está sempre à escuta na mesma frequência.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Gato que preside a cidade do Alasca em perigo após ataque de cão


 Um muito adorado gato que é presidente de câmara de Talkeetna, no Alasca(veja a nossa mensagem de 12 de agosto de 2013-The mayor), foi brutalmente atacado por um cão e encontra-se em estado grave.
O gato Stubbs – detentor de uma maior responsabilidade do que os demais da sua espécie – está internado com um pulmão perfurado, o esterno fracturado e um corte de 13 centímetros num dos lados do corpo.
A história de como Stubbs subiu ao poder é, no mínimo, invulgar. O animal foi encontrado abandonado numa caixa cheia de gatinhos, em frente a uma loja da cidade. Lauri Stec, gerente da loja, decidiu ficar com uma das crias e chamá-la Stubbs, porque não tinha cauda.
Logo depois, os habitantes locais, não satisfeitos com qualquer um dos candidatos humanos às eleições para o presidente de câmara nesse ano, votaram em Stubbs como um candidato inscrito. O gatinho ganhou, recebeu um escritório não oficial de mayor na loja do dono e assim passou mais de uma década a olhar pela cidade.
Talkeetna é um “centro histórico”, pelo que o lugar de mayor é mais simbólico do que funcional, de acordo com os locais. É esta distinção que torna mais fácil para a comunidade de cerca de 800 pessoas ser liderada por um felino.
Quanto ao acidente, deu-se no sábado passado à noite, enquanto Stubbs passeava, como era seu hábito, pela cidade – um cão sem trela correu na sua direcção e mordeu-o.
“Ele [Stubbs] tinha um grande corte e, uma vez no veterinário, descobrimos que atingiu os órgãos”, disse Stec à CNN. “Este é um momento crucial porque ele está fortemente sedado com analgésicos. Ele está a passar por uma grande dor.”
Segundo o dono, as contas médicas do animal podem chegar aos €1.500 (R$ 4.700). Não se sabe porque o cão o terá atacado.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Esperança média de vida



Uma alimentação saudável, cuidados adequados e as visitas regulares ao veterinário fazem que os gatos domésticos vivam, hoje em dia, mais que há apenas umas décadas. A esperança de vida é decisivamente influenciada pelo tipo de conduta: enquanto os gatos que vivem exclusivamente dentro de casa atingem os 12 ou 15 anos de vida e por vezes até 20 e mais anos, os seus semelhantes que saem para a rua mal chegam, estatisticamente, a metade dessa idade. Estudos na Suécia e na França revelaram resultados alarmantes: a esperança de vida média de um gato de rua situava-se apenas em 3 anos e, no caso das gatas, chegava a um máximo de 4 anos. A castração influencia positivamente na esperança de vida, já que os gatos castrados são muito mais caseiros e têm pouca tendência a vaguear.

domingo, 8 de setembro de 2013

Dormir na cama



O meu gato dorme na minha cama. Deveria proibi-lo por razões higiénicas?

O gato é um dos animais mais limpos que existem.
Um gato saudável cuida escrupulosamente da sua higiene corporal. Do ponto de vista da higiene não há razão para proibir o gato de dormir na sua cama, desde que aceite os pelos de gato nos lençóis. Se tiver um sono leve, não se esqueça de que os gatos se levantam entre as diversas fases do sono.
E não se esqueça: se primeiro permitir que o seu gato vá para a sua cama e mais tarde voltar atrás, estará a provocar problemas que poderiam ter sido evitados.

sábado, 7 de setembro de 2013

Plantas venenosas


Os gatos evitam instintivamente as plantas que são perigosas para eles?

A vontade de brincar e de morder dos gatinhos não para perante as plantas que podem ser venenosas para eles.
Os gatos adultos comportam-se um pouco mais cuidadosamente, mas também para eles as plantas venenosas podem ser perigosas se não lhe forem dadas outras plantas para morder, como a erva-dos-gatos, o tomilho ou a salsa. A melhor forma de prevenir é tirar da casa todas as plantas venenosas.

Lista de plantas venenosas:

Rosa-dos-alpes(rodoendro)
Ciclâmen
Azálea
Heléboro
Dieffenbachia
Acónito
Jacinto
Hortência
Jarro
Batata
Ciprestre
Loureiro
Tremoceiro
Visco
Narciso
Tulipa
Zimbro
Feto macho
Tomateiro
Ervilha de cheiro
Flores de Natal
Planta do tabaco

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Frase célebre



"Mesmo quando gordos, os gatos conhecem instintivamente uma regra importante: quando estiver gordo, saiba se colocar em posições elegantes". (John Weiz)

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Toxolasmose e os gatos


 
Este pequeno parasita tem poucas consequências para a saúde do seu gato e para a sua saúde, mas pode ter consequências graves para a mulher grávida.

 A toxoplasmose é uma doença causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii. Este protozoário pode infetar qualquer animal de sangue quente. Seguem algumas questões e repostas sobre esta doença para ajudar quem esteja a pensar em engravidar e tenha gatos.

 Como os humanos podem apanhar Toxoplasmose?


 As vias de transmissão possíveis são:

1. ingestão de cistos na carne crua ou mal cozida de animais portadores. É a forma mais comum de contaminação em humanos.

2. ingestão de oocistos (forma resistente do T. gondii) provenientes de fezes de gatos, seja pelo manuseio da caixa de areia, contacto com solo ou verduras contaminados pelos oocistos.

3. infeção transplacentária, quando o parasita ataca o feto antes do nascimento, através da placenta, nos casos em que a grávida tem seu primeiro contacto com o Toxoplasma. Quando ela já tem anticorpos no início da gestação isso não ocorre, pois não desenvolverá a doença.

 
Qual é o risco de apanhar Toxoplasmose?

Quando um ser humano tem o seu primeiro contacto com agente causador da Toxoplasmose, ele pode desenvolver sintomas semelhantes aos de uma gripe, como dores no corpo, tosse, entre outros. As defesas do organismo costumam ser suficientes para conter o processo, embora pessoas com deficiências imunológicas (portadores de Sida, por exemplo) possam desenvolver sintomas graves em função dessa infeção.


O parasita pode ainda retornar caso a imunidade seja afetada no futuro. Após esta primeira infeção o indivíduo normal ganha imunidade contra a doença. O grande perigo da infeção ocorre quando uma mulher grávida entra em contacto com o Toxoplasma pela primeira vez em sua vida e desenvolve a infeção. O feto poderá se infectar e apresentar malformação como deficiência visual grave quando nascer, entre outros problemas graves de saúde.


Como a mulher grávida pode prevenir a infeção?

Não comendo alimentos crus ou mal cozinhados, usando luvas ao fazer jardinagem (lavando as mãos depois) e deixando de limpar a caixa de areia dos seus gatos. Deve-se limpar cuidadosamente o material que irá entrar em contacto com carne crua, como a tábua de cortar carne.


A caixa de areia dos gatos precisa ser limpa todos os dias. É bom que a gravida possa saber se já tem ou não anticorpos contra a Toxoplasmose, até para poder regular o grau de atenção para as medidas preventivas. Isso se consegue através de um exame de sangue.


É preciso desfazer-se dos gatos da casa?

 Não, conviver e manusear gatos é perfeitamente seguro, seguindo as recomendações acima.


Qual é o papel dos gatos na transmissão da doença? Como eles se contaminam?

Os felinos são os únicos hospedeiros definitivos do Toxoplasma. A reprodução sexuada acontece nos seus intestinos. Após a infeção num gato, por exemplo, ele irá eliminar cistos (formas resistentes do parasita) nas fezes por um período máximo de quinze dias. Acontece que esses cistos ficam no solo por até mais de um ano e podem contaminar alimentos e ser transportados por moscas, baratas e até minhocas. Os gatos se contaminam geralmente ingerindo carne contaminada, seja servida pelos donos ou ingerindo as suas presas, como ratos e pássaros.


Como evitar a infeção em gatos?

 Evitando que possam caçar e não oferecendo leite cru (principalmente de cabra) nem carne crua. Opte sempre por dar-lhe ração seca.


 Mulheres grávidas devem evitar manipular gatos?

A manipulação é segura, porque mesmo que o gato esteja no período de eliminação dos cistos (que dura apenas quinze dias e ocorre apenas uma vez na vida do gato), eles não estarão em sua forma esporulada, ou seja, contaminante. Isso porque é preciso pelo menos 24 horas para que isso aconteça, e os gatos possuem hábitos de higiene muito desenvolvidos, não ficando em contacto com suas próprias fezes e limpando-se boa parte do dia.


Antes de engravidar, peça ao seu medico para fazer uma analise de sangue, para poder confirmar se é imune à toxoplasmose, caso seja imune não precisa de se preocupar com a toxoplasmose.

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Posse de gatos em casas de condominio



Poderá a comunidade de proprietários proibir a posse de um gato a um dos seus membros?

Os estatutos de uma comunidade podem proibir a posse de animais. Seja como for, para que os referidos estatutos possam ser legalmente registados, têm de ser aprovados por unanimidade dos proprietários. Qualquer modificação posterior exigirá igualmente unanimidade. Nunca é demais informar-se, antes de adquirir ou alugar uma casa, acerca dos termos em que se refere a posse de animais dentro da comunidade.

domingo, 1 de setembro de 2013

Ser gato é ser territorial


 
Os Gatos domésticos são animais territoriais tal como os seus parentes selvagens. Na natureza, um gato estabelece uma área onde dorme e come: a sua base; e onde caça e cruza: a sua área de circulação.


 O seu território forma um círculo a partir da base e do seu tamanho e geralmente depende da disponibilidade de comida. Se a comida for abundante, ele não precisa de um círculo tão grande, mas se comida for escassa, o círculo é maior.

 Os machos, também se aventuram por territórios estranhos se sentem o cheiro de uma fêmea no cio, uma das razões mais frequentemente provoca brigas entre gatos machos.


 O gato defende fervorosamente o seu território, unicamente contra outros gatos, nada mais lhe importa e utiliza a sua urina para demarcar a sua área, também ao afiar as garras, o gato deixa um sinal para os outros gatos que ali passarem.

Os gatos têm glândulas nas patas, nas orelhas, no focinho, no pescoço, nos ombros e na cauda. Estas glândulas que ele deixa ao esfregar-se e a urina são o seu BI. Quando um gato os cheira, franze o focinho e parece extasiado, está na verdade a identificar o gato que por ali passou.

 Como os gatos marcam o seu território:

 1) Arranhando (deixa marcas visuais e cheiro),

 2) Borrifando com jactos de urina, comportamento típico dos machos.

 3) Deixando urina ou depósitos de fezes,

 4) Esfregando-se, principalmente com as orelhas.


As marcações de borrifo, urina e fezes proporcionam a outros gatos informação sobre aquele gato (por exemplo, sexo, idade e saúde) e a quanto tempo ele esteve por ali.

 
 Pontos de marcação são lidos como um jornal, frequentemente. O comportamento de marcar território não repele os outros, mas resulta em espaçamento temporal no território, assim dois animais frequentam o mesmo local em horários diferentes.

 Os gatos esforçam-se muito para evitar encontros fortuitos com outros gatos que poderiam levar a lutas e lesões. Como predadores solitários, eles confiam na própria habilidade para apanhar as suas presas. Se as suas habilidades de caça são prejudicadas, eles não podem sobreviver.


 Os comportamentos de marcação permitem a vários gatos compartilhar os recursos de um território sem sempre ter que competir diretamente um com outro. Por exemplo, um gato pode ocupar um local pela manhã mas pode deixa-lo para outro gato ocupar pela tarde.