Politica de cookies

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Toxolasmose e os gatos


 
Este pequeno parasita tem poucas consequências para a saúde do seu gato e para a sua saúde, mas pode ter consequências graves para a mulher grávida.

 A toxoplasmose é uma doença causada por um protozoário chamado Toxoplasma gondii. Este protozoário pode infetar qualquer animal de sangue quente. Seguem algumas questões e repostas sobre esta doença para ajudar quem esteja a pensar em engravidar e tenha gatos.

 Como os humanos podem apanhar Toxoplasmose?


 As vias de transmissão possíveis são:

1. ingestão de cistos na carne crua ou mal cozida de animais portadores. É a forma mais comum de contaminação em humanos.

2. ingestão de oocistos (forma resistente do T. gondii) provenientes de fezes de gatos, seja pelo manuseio da caixa de areia, contacto com solo ou verduras contaminados pelos oocistos.

3. infeção transplacentária, quando o parasita ataca o feto antes do nascimento, através da placenta, nos casos em que a grávida tem seu primeiro contacto com o Toxoplasma. Quando ela já tem anticorpos no início da gestação isso não ocorre, pois não desenvolverá a doença.

 
Qual é o risco de apanhar Toxoplasmose?

Quando um ser humano tem o seu primeiro contacto com agente causador da Toxoplasmose, ele pode desenvolver sintomas semelhantes aos de uma gripe, como dores no corpo, tosse, entre outros. As defesas do organismo costumam ser suficientes para conter o processo, embora pessoas com deficiências imunológicas (portadores de Sida, por exemplo) possam desenvolver sintomas graves em função dessa infeção.


O parasita pode ainda retornar caso a imunidade seja afetada no futuro. Após esta primeira infeção o indivíduo normal ganha imunidade contra a doença. O grande perigo da infeção ocorre quando uma mulher grávida entra em contacto com o Toxoplasma pela primeira vez em sua vida e desenvolve a infeção. O feto poderá se infectar e apresentar malformação como deficiência visual grave quando nascer, entre outros problemas graves de saúde.


Como a mulher grávida pode prevenir a infeção?

Não comendo alimentos crus ou mal cozinhados, usando luvas ao fazer jardinagem (lavando as mãos depois) e deixando de limpar a caixa de areia dos seus gatos. Deve-se limpar cuidadosamente o material que irá entrar em contacto com carne crua, como a tábua de cortar carne.


A caixa de areia dos gatos precisa ser limpa todos os dias. É bom que a gravida possa saber se já tem ou não anticorpos contra a Toxoplasmose, até para poder regular o grau de atenção para as medidas preventivas. Isso se consegue através de um exame de sangue.


É preciso desfazer-se dos gatos da casa?

 Não, conviver e manusear gatos é perfeitamente seguro, seguindo as recomendações acima.


Qual é o papel dos gatos na transmissão da doença? Como eles se contaminam?

Os felinos são os únicos hospedeiros definitivos do Toxoplasma. A reprodução sexuada acontece nos seus intestinos. Após a infeção num gato, por exemplo, ele irá eliminar cistos (formas resistentes do parasita) nas fezes por um período máximo de quinze dias. Acontece que esses cistos ficam no solo por até mais de um ano e podem contaminar alimentos e ser transportados por moscas, baratas e até minhocas. Os gatos se contaminam geralmente ingerindo carne contaminada, seja servida pelos donos ou ingerindo as suas presas, como ratos e pássaros.


Como evitar a infeção em gatos?

 Evitando que possam caçar e não oferecendo leite cru (principalmente de cabra) nem carne crua. Opte sempre por dar-lhe ração seca.


 Mulheres grávidas devem evitar manipular gatos?

A manipulação é segura, porque mesmo que o gato esteja no período de eliminação dos cistos (que dura apenas quinze dias e ocorre apenas uma vez na vida do gato), eles não estarão em sua forma esporulada, ou seja, contaminante. Isso porque é preciso pelo menos 24 horas para que isso aconteça, e os gatos possuem hábitos de higiene muito desenvolvidos, não ficando em contacto com suas próprias fezes e limpando-se boa parte do dia.


Antes de engravidar, peça ao seu medico para fazer uma analise de sangue, para poder confirmar se é imune à toxoplasmose, caso seja imune não precisa de se preocupar com a toxoplasmose.

Sem comentários:

Enviar um comentário