Politica de cookies

sábado, 8 de novembro de 2014

Erva e bolas de pêlo



As plantas verdes ajudam os gatos nos problemas de estomago. Morder a erva, a sálvia, o tomilho, a salsa ajuda-os a vomitar pequenos objetos, bolas de pelo ou ingredientes da comida sem digerir. Das ervas comem quase sempre apenas as pontas tenras. Não está descartado que com a erva o gato ingira também vitaminas como as do tipo B. Nas lojas especializadas vendem-se pequenos tabuleiros de erva para gatos que depois de regados, proporcionam erva fresca. Em qualquer casa em que haja um gato, mesmo quando pode ir à rua, deve haver erva ou outro tipo de plantas verdes. Além disso, a erva para gatos também evita que os animais se dediquem demasiado às plantas do lar.

 
 
Os gatos são animais muito limpos. Com a sua língua limpam a pelagem e o corpo várias vezes por dia. Juntamente com as partículas de sujidade, eliminam também os pêlos mortos, muitos dos quais ficam enganchados na superfície da língua, e depois engolem-nos. Especialmente durante a mudança de pêlo e em gatos de pêlo longo, é uma quantidade consideravel. Os pêlos misturam-se no estomago com o bolo alimentar e formam bolas, chamadas bezoares. As bolas pequenas são vomitadas com relativa facilidade ou então passam para os intestinos. Se as bolas forem maiores, o gato vê-se forçado a vomitar aos arranques, o que se torna cansativo e desagradável. Vomitar com frequência pode levar a uma gastrite. Por vezes, as bolas de pêlo muito grandes são extraídas com uma cirurgia. A erva para gatos facilita que vomitem os bezoares. Recomenda-se também que se deite umas gotas de azeite na alimentação, um pouco de massa de malte ou uma pasta anti-bolas de pêlo (que se vende em lojas da especialidade), porque estimulam a digestão e ajudam a que a maior parte dos pêlos engolidos se separem normalmente e não formem bolas, o que é especialmente importante para gatos de pelagem longa.
 
  


Sem comentários:

Enviar um comentário