Politica de cookies

sábado, 6 de setembro de 2014

Hello Kitty não é uma gata, revela jornal americano

Personagem é uma menina britânica de signo escorpião


 
 
O que é, o que é? Tem cara de gato, pelo de gato, bigode de gato, fama de gato, tem até nome de gato, mas não é um gato. É a Hello Kitty.
A personagem, criada em 1974 pela empresa japonesa Sanrio, passou todos esses últimos 40 anos gravemente confundida com um gato, quando na verdade é uma menininha. A chocante revelação foi feita à antropóloga Christine R. Yano, na Universidade do Havaí, quando ela preparava textos para uma exposição sobre a Hello Kitty num museu nos Estados Unidos.
Ao Los Angeles Times, a pesquisadora afirmou que foi "firmemente corrigida" pela empresa japonesa quanto à identidade de Hello Kitty. A Sanrio usou um argumento arrebatador em favor do antropomorfismo da personagem: nunca ninguém a viu de quatro. A Hello Kitty foi sempre uma bípede. A verdade sempre esteve debaixo dos nossos narizes, e ninguém percebeu.
Além de humana, a Hello Kitty também é: britânica de signo escorpião, amante de torta de maçã e filha de sujeitos chamados George e Mary White. Ela tem uma irmã e, felizmente para ela e para as crianças das novas gerações, não envelhece — está para sempre confinada na terceira série.
De acordo com o jornal americano, a personagem surgiu em um período de muita influência britânica sobre as mulheres japonesas. O sucesso, de acordo com a antropóloga, deve-se à falta de expressões faciais na boneca, que assim acaba combinando com qualquer fim comercial que se queira explorar: Hello Kitty tocando guitarra, Hello Kitty jogando tênis, Hello Kitty patriota etc.

Sem comentários:

Enviar um comentário