Politica de cookies

sábado, 13 de setembro de 2014

Banho?!

 
 
Os gatos só devem tomar banho quando têm a pelagem tão suja que não consigam limpa-la eles próprios, quando tiveram contacto com substâncias tóxicas ou em caso de infestação por parasitas e perante determinadas doenças de pele e do pelo. Com banhistas de pouca vontade, é assim que o banho deve decorrer: dispor uma banheira pequena de uns 10cm de altura com água morna, colocar o gato dentro (se possível sobre uma superfície que não deslise), humedecer a pele e aplicar um champô especial ou um sabonete receitado pelo veterinário. Se usar o chuveiro deverá ter pouca pressão de água para não assustar o gatinho. Por fim, tirar o champô com cuidado e secar o gato com uma toalha (só se deve secar com o secador se for um secador apropriado para animais como o secador de iões). O focinho deve ser lavado com um pano húmido.
Depois do banho, o gato deve permanecer em casa, até que a pele e a pelagem estejam completamente secos.
Para os animais que resistem teimosamente ao banho, é útil ter um champô seco que se massaja sobre o pelo, mas a limpeza a seco elimina apenas a sujidade superficial e não é apropriada para gatos de pelo longo.
Os banhos medicinais só devem ser administrados por prescrição médica. Os olhos , os ouvidos , a boca e o nariz do gato não devem entrar em contacto com a loção.

Sem comentários:

Enviar um comentário