Politica de cookies

domingo, 29 de junho de 2014

Vacinação


 
 

 

A vacinação é um ato que requer um exame prévio dos animais. Por isso, a aplicação de vacinas deve ser sempre realizada por um médico veterinário. Só ele pode estabelecer o programa mais adequado de vacinação do seu gato.

É muito importante que os gatos sejam vacinados contra as principais doenças que, depois de contraídas, não têm cura e causam elevada mortalidade nas populações de gatos. Essas doenças, que a seguir se descrevem de modo muito reduzido, não escolhem raça, origem, tamanho, alimentação ou idade e, por outro lado, as vias de contágio são muito variadas, como o contacto com outros animais, o ar, etc.

Dispomos, hoje, de vacinas com um elevado grau de eficácia e, se um esquema correto de vacinação for respeitado, é possível prevenir a morte de muitos animais.

Eis, sucintamente, as doenças contagiosas que mais afetam os gatos:

- A Herpesvirose Respiratória e a Rinotraqueíte Infecciosa, que provocam corrimento nasal, espirros, tosse e inapetência, seguindo-se uma pneumonia, muitas vezes fatal.

- A Panleucopénia, causada por um parvovirus, origina uma diminuição significativa de glóbulos brancos do sangue e uma diarreia aguda. É causa de morte elevada nos gatinhos.

- A Leucose, também conhecida por leucemia felina, está relacionada com anemia, aparecimento de tumores e leucemia. É a principal causa de morte no gato.

- A Clamidiose, causada por uma bactéria, caracteriza-se por conjuntivites severas e alterações pulmonares profundas. É contagiosa para os humanos.

- A Raiva, uma doença muito grave e de indiscutível perigosidade para a saúde pública, é transmitida por mordeduras de gatos, cães e outros mamíferos.

 

NÂO SE ESQUEÇA!!!

As vacinas devem ser reforçadas todos os anos.

Para diminuir os riscos de doenças, faça um check-up anual junto com a vacinação.

 

Sem comentários:

Enviar um comentário