Politica de cookies

sábado, 1 de março de 2014

Rússia comemora Dia do Gato


A Rússia tem muitas particularidades e, pelos vistos, algum gosto em ser diferente nos festejos de algumas datas. Só de uma «penada» festeja duas datas em contra ciclo com os outros países do mundo, o início da Primavera e o Dia Mundial do Gato, tudo no mesmo dia, a 1 de Março.

Nesta data, os gatos são verdadeiros reis. Muitos festejos, encontros improvisados de amantes de gatos que se encontram através da internet em determinado local para trocar experiências sobre os seus bichanos, os chamados «flash mobs», ou mesmo verdadeiros comícios em defesa dos gatos e dos seus direitos.

Mas na Rússia o respeito pelos gatos vai mais longe e são muitas as personalidades que saem em sua defesa e que apontam as suas virtudes como serem verdadeiros psicólogos caseiros dos seus donos, ou certas propriedades terapêuticas como curarem uma dor do dono se se enroscarem no local onde a dor se sente. A raça de gato a que se atribuem maiores propriedades curativas é o Sphinx que, segundo alguns, é um verdadeiro curandeiro caseiro.



Para além disso, os gatos são vistos de outra maneira no que concerne à segurança, já que se na generalidade dos outros países não se atribuem quaisquer competências dessa ordem em relação aos gatos, atribuindo-se essa função geralmente aos cães, na Rússia são lembrados os gatos que, de alguma forma, defenderam os seus donos, tornando-se assim também eles protetores da família.

Tudo isto faz com que muitos dos cidadãos russos prefiram ter em sua casa um gato, em detrimento de um cão, ou ter um ou mais animais de cada espécie. Segundo alguns números recentes, uma em cada três habitações russas tem gatos, onde são pelos vistos tratados como príncipes - mas merecem, se tivermos em consideração todas as aptidões que os russos lhes reconhecem.

Sem comentários:

Enviar um comentário