Politica de cookies

terça-feira, 25 de março de 2014

 
 
Há mil gatos esta noite

Nas cidades mais soturnas

São artistas trabalhando

As suas obras noturnas.

Moram gatos nos meus livros

Mas não os conseguem ler

Fico eu a ler nos gatos

O que me falta aprender.

Há gatos que são de pedra

E outros feitos de vento

Caçam minutos fugazes

Dando caça ao esquecimento.


Sem comentários:

Enviar um comentário