Politica de cookies

terça-feira, 9 de julho de 2013

Obesidade animal

Apesar de não existirem dados concretos, estima-se que em Portugal cerca de 40 por cento dos cães e 30 por cento dos gatos observados por médicos veterinários apresentam um peso acima do recomendado, o que pode desencadear uma série de patologias . “A obesidade está associada a doenças cardiovasculares, metabólicas, respiratórias, músculo-esqueléticas e doença hepática, “entre outras”, salienta José Henrique Correia, presidente da Associação Portuguesa de médicos veterinários especialistas em animais de companhia (A.P.M.V.E. A.C.), acrescenta dando que “todas estas doenças têm evolução crónica e insidiosa, ou seja, podem passar despercebidas nas
fases iniciais”.  Para combater esta realidade, importa sobretudo apostar na prevenção, nomeadamente durante a fase de crescimento do animal, promovendo um plano alimentar correto e equilibrado, bem como a prática regular de exercício físico. De acordo com José Henrique Correia “para inverter este cenário é fundamental promover a consciencialização dos donos, porque a partilha do estilo de vida implica que as opções dos humanos se reflitam nos seus animais.



 É natural que pessoas que se preocupem com a sua saúde, através das suas opções alimentares e de
exercício físico , o façam também em relação ao seu animal de companhia, vigiando o seu peso , exercitando-o e fornecendo-lhe uma dieta equilibrada. As caminhadas e as brincadeiras ajudam a mantê-los ativos e são essenciais para evitar o sedentarismo. Em relação à alimentação, os cuidados passam essencialmente por adequar o alimento industrializado ao perfil, raça e idade do animal”,
sendo que a comida caseira e as guloseimas são totalmente desaconselhadas. “ Um animal com uma dieta desequilibrada  pode ter deficiências em determinados nutrientes e tentará compensar as suas necessidades de alimento, o que pode conduzir ao excesso de peso e , cronicamente, à obesidade. A industria de alimentos compostos para animais tem décadas de investigação e as linhas existentes no mercado adequam-se a todos os animais , quaisquer que sejam as suas características. Alimentar o seu animal de companhia com uma ração especifica para as suas necessidades é um investimento com um retorno garantido, pois assegura o fornecimento dos nutrientes de que ele necessita, mantendo a sua saúde e aumentando a sua longevidade”, adverte o presidente da A.P.M. V.E.A.C. Se acha que o seu cão ou o seu gato têm excesso de peso, consulte o seu médico veterinário que o ajudará a delinear um programa de redução de peso de acordo com as características específicas do seu animal.
 

Sem comentários:

Enviar um comentário